Mês: Abril 2015

Recomeços

recomeços

A gente tem mania de ver a vida como acréscimos. Mais diplomas, mais cursos, mais anos, mais filhos e por aí vai. O contrário também faz sentido: poderíamos entender o viver como um jeito de ir perdendo as coisas. A cada minuto vivido, menos um minuto para se viver, uma emoção a mais é uma emoção a menos. Cada escolha é uma renúncia.

As fases de nossas vidas nos dão sempre a chance de um novo começo. Podemos tentar fazer diferente: uma nova faculdade, um novo casamento, uma nova casa etc. Mas o tempo é traiçoeiro. A cada novo início, uma chance de final feliz a menos. Na mesma medida que aprendemos com nossos erros vamos descobrindo que eles cobram seu preço para sempre em oportunidades que perdemos e não voltam.

Aproveite as chances que você tenha de recomeçar. E não tenha medo de usá-las. Hoje, é muito mais do que o que você vai ter amanhã.