Image

O “D” é aquela letra que sempre me lembrou um arco retesado, mas sem flecha. Como quem estica a corda pra atirar seta alguma. Digno. Tem também todo um jeito valentão, de peito estufado e som aberto. Como se fosse arranjar briga ou criar asas e virar um pombo. Dê uma olhada.

Na pronúncia em português, vira uma imposição com o verbo dar. Dê significado, dê fonética, dê alguma coisa. Se for show de calouros vira uma pergunta meio maliciosa, meio mal-educada. Dê? É dessas letras que faz a gente lamentar Scarlett Johansson não falar português. Toda uma sorte de cenas jamais feitas com esse fonema.

Dê, dar e dado. Não tem muita sorte que se resolva com ela. O “D” exige que você faça a proposta ou a afirmação. Definitivo.

Anúncios

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s